Pesquisar

Exercícios - Cromossomos e Anomalias

1) (Unicamp-2008) A síndrome de Down, também chamada trissomia do cromossomo 21, afeta cerca de 0,2 % dos recém-nascidos. A síndrome é causada pela presença de um cromossomo 21 a mais nas células dos afetados, isto é, em vez de dois cromossomos 21, a pessoa tem três. A trissomia do cromossomo 21 é originada durante as anáfases I ou II da meiose. 

a) Quando ocorre a meiose? Cite um evento que só ocorre na meiose.

R: A meiose ocorre durante a formação de gametas (ou gametogênese). Podem ser citados como eventos exclusivos da meiose: pareamento dos cromossomos homólogos, crossing-over (permutação), segregação independente dos cromossomos homólogos e redução do número de cromossomos.  

b) Explique os processos que ocorrem na anáfase I e na anáfase II que levam à formação de células com três cromossomos 21. 

R: Os processos que levam à formação de células com três cromossomos 21 são: a não disjunção dos cromossomos homólogos, durante a anáfase I, e a não disjunção de cromátides irmãs, durante a anáfase II. 

2) (UNIFESP-2008) Louise Brown nasceu em julho de 1978, em Londres, e foi o primeiro bebê de proveta, por fecundação artificial in vitro. A ovelha Dolly nasceu em 5 de julho de 1996, na Escócia, e foi o primeiro mamífero clonado a partir do núcleo da célula de uma ovelha doadora.

a) Qual a probabilidade de Louise ter o genoma mitocondrial do pai? Explique.

R: A probabilidade é zero. Isso porque, na fecundação, apenas o núcleo do espermatozóide penetra no citoplasma do ovócito, não havendo, portanto, o ingresso das mitocôndrias paternas. 

b) O genoma nuclear do pai da ovelha doadora fará parte do genoma nuclear de Dolly? Explique.

R: Sim. Metade dos cromossomos de uma célula somática, como a utilizada na clonagem da ovelha Dolly, é proveniente do pai. 

3) (PUC - MG-2007) Alterações no material genético, quantitativas ou qualitativas, podem ocorrer durante os processos de preparação para duplicação e mesmo durante as divisões mitóticas ou meióticas. A esse respeito, é correto afirmar, EXCETO: 

a) (   ) Recombinações cromossômicas ocorrem somente durante a primeira divisão meiótica. 
b) (x ) Mutações gênicas ocorrem somente durante as divisões celulares. 
c) (   ) Recombinações gênicas iniciam-se na prófase da primeira divisão meiótica. 
d) (  ) Alterações cromossômicas, como as aneuploidias, podem ocorrer devido a não-disjunções tanto na primeira quanto na segunda divisão da meiose. 

4) (UFSC-2007) As anomalias cromossômicas são bastante freqüentes na população humana; um exemplo disso é que aproximadamente uma a cada 600 crianças no mundo nasce com síndrome de Down. Na grande maioria dos casos, isso se deve à presença de um cromossomo 21 extranumerário. Quando bem assistidas, pessoas com síndrome de Down alcançam importantes marcos no desenvolvimento e podem estudar, trabalhar e ter uma vida semelhante à dos demais cidadãos. Sobre as anomalias do número de cromossomos, é CORRETO afirmar que: 

( V ) podem ocorrer tanto na espermatogênese quanto na ovulogênese.
( F ) ocorrem mais em meninas do que em meninos. 
( F ) ocorrem somente em filhos e filhas de mulheres de idade avançada. 
( V ) estão intimamente ligadas à separação incorreta dos cromossomos na meiose. 
(V ) ocorrem ao acaso, devido a um erro na gametogênese. 
( F ) ocorrem preferencialmente em populações de menor renda, com menor escolaridade e pouca assistência médica. 
( F ) podem acontecer devido a erros na duplicação do DNA. 

5) (Simulado Enem-2009) Quando adquirimos frutas no comercio, observamos com mais frequência frutas sem ou com poucas sementes. Essas frutas têm grande apelo comercial e são preferidas por uma parcela cada vez maior da população. Em plantas que normalmente são diplóides, isto é, apresentam dois cromossomos de cada par, uma das maneiras de produzir frutas sem sementes é gerar plantas com uma ploidia diferente de dois, geralmente triplóide. Uma das técnicas de produção dessas plantas triplóides é a geração de uma planta tetraplóide (com 4 conjuntos de cromossomos), que produz gametas diplóides e promove a reprodução dessa planta com uma planta diplóide normal. A planta triplóide oriunda desse cruzamento apresentará uma grande dificuldade de gerar gametas viáveis, pois como a segregação dos cromossomos homólogos na meiose I é aleatória e independente, espera-se que: 
a) os gametas gerados sejam diplóides. 
b) as cromátides irmãs sejam separadas ao final desse evento. 
c) o numero de cromossomos encontrados no gameta seja 23. 
d) um cromossomo de cada par seja direcionado para uma célula filha. 
R: e) um gameta raramente terá o número correto de cromossomos da espécie. 

6) (FUVEST-2008) Suponha três espécies de organismos, 1, 2 e 3, que têm exatamente o mesmo número de cromossomos. A espécie 1 tem reprodução sexuada e na meiose ocorre permutação entre os cromossomos homólogos. A espécie 2 tem reprodução sexuada, porém, na meiose, não ocorre permutação entre os cromossomos homólogos. A espécie 3 se reproduz assexuadamente por meio de esporos. Com base na constituição genética das células reprodutivas, explique se as afirmativas a e b estão corretas ou não. 

a) O número de tipos de células reprodutivas, produzido pelos indivíduos das espécies 1 e 2, deve ser igual.

R: A afirmativa é incorreta. Os indivíduos da espécie 1 produzem maior número de tipos de células reprodutoras, como conseqüência da recombinação genética promovida pelo crossing-over (permutação).

b) O número de tipos de células reprodutivas, produzido pelos indivíduos das espécies 2 e 3 , deve ser diferente. 

R: A afirmativa b é correta. Uma das características da reprodução assexuada (espécie 3) é a não-variabilidade das células reprodutoras (no caso, esporos), diferentemente do que ocorre na espécie 2, em que há várias combinações cromossômicas nos gametas, em função da segregação independente dos cromossomos na meiose. 

7) (UNIFESP-2008) Em uma população de mariposas, um pesquisador encontrou indivíduos de asas pretas e indivíduos de asas cinza. Ele cruzou machos pretos puros com fêmeas cinza puras. Obteve machos e fêmeas pretas em F1. Cruzou os descendentes F1 entre si e obteve, em F2, 100% de machos pretos, 50% de fêmeas pretas e 50% de fêmeas cinza. Em cruzamentos de machos cinza puros com fêmeas pretas puras, ele obteve, em F1, machos pretos e fêmeas cinza. Cruzando estes F1 entre si, obteve machos e fêmeas pretos e cinza na mesma proporção. Aponte, a partir dos resultados obtidos, qual o padrão de herança de cor das asas e qual o sexo heterogamético nessas mariposas. 

a) Autossômica, a cor preta é recessiva e a fêmea é o sexo heterogamético. 
b) Autossômica, a cor preta é recessiva e o macho é o sexo heterogamético. 
c) Restrita ao sexo, a cor cinza é recessiva e o macho é o sexo heterogamético. 
d) Ligada ao sexo, a cor preta é dominante e o macho é o sexo heterogamético. 
R: e) Ligada ao sexo, a cor preta é dominante e a fêmea é o sexo heterogamético. 

8) (UFSCar-2007) Um funcionário trabalhou vários anos em uma indústria química. Durante esse período, teve dois filhos: um menino que apresenta uma grave doença causada por um gene situado no cromossomo X e uma menina que não apresenta a doença. O funcionário quis processar a indústria por responsabilidades na doença de seu filho, mas o médico da empresa afirmou que a acusação não era pertinente.

a) Por que o médico afirmou que a acusação não era pertinente?

R: A acusação não é pertinente, pois a doença é determinada por um gene localizado no cromossomo X, que o menino herdou de sua mãe. Nesse caso, a enfermidade da criança não poderia ser atribuída a qualquer modificação no organismo do pai (que forneceu ao menino seu cromossomo Y).

b) O alelo causador da doença é dominante ou recessivo? Justifique.

R: O alelo causador da doença é recessivo. Se fosse dominante, a mãe apresentaria, necessariamente, a doença. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário