Pesquisar

Ajude para que o blog continue a crescer!

Desigualdade étnica e de gênero

A desigualdade de gênero

A desigualdade de gênero esta muita bem associada com a sociedade em que vivemos hoje em dia, mas ao falar de desigualdade de gênero vem em nossa cabeça primeiro a desigualdade dos negros em relação aos brancos, das mulheres em relação aos homens, principalmente no mercado de trabalho, entre outras desigualdades.De modo geral vemos que negras não são bem aceitas na sociedade, principalmente na área profissional, ou seja, com o preconceito que as pessoas carregam em relação aos negros e depois em relação às mulheres por considera-las inferiores, frágeis e incapacitadas para executar a mesma tarefa executada por um homem, sendo assim vemos que as mulheres já são consideradas inferiores e se ela for negra ela ainda e mais discriminada na sociedade, um exemplo que podemos citar e que nas novelas a gente quase não vê uma mulher negra com um papel principal na novela, vemos que normalmente as mulheres negras são colocadas como empregadas, ou como uma pessoa qualquer.
Para começarmos a ver um pouco mais as questões de desigualdade em relação aos negros, vemos que hoje há esse grande desequilíbrio e desigualdade social, pois no passado com o processo de colonização dos paises, os negros eram explorados de criança ate a velhice pelos grandes senhores feudais no período em que ainda existia a escravidão, eles eram seqüestrados e vendidos para prestar serviço aos grandes senhores feudais, sem oferecer a eles nenhuma oportunidade de mostrar que são iguais a todo mundo e que poderiam ter uma vida normal na sociedade.Desde então os negros vêm com esse cargo de inferioridade em suas “costas”.
Ao analisarmos essa situação vemos que desde o passado então, essa inferioridade vem atingindo os negros de forma geral e, com isso vemos que os negros ainda não conseguiram seu valor na sociedade como os brancos e, nós mesmos estamos guardando esse preconceito irracional, quando escolhemos para trabalhar em uma empresa um branco sem muita qualificação em vez de escolher uma pessoa negra com mais qualificação que o branco, também podemos ver essa inferioridade quando vemos que as escolas particulares oferecem melhor ensino que as escolas públicas, pois ao fazermos uma analise, nas escolas publicas estão a maioria da população negra.O preconceito de modo geral e uma “coisa boba” e sem razão, pois enquanto temos preconceitos contra os negros, estamos tendo preconceito contra nós, pois somos descendentes dos negros, alem de que há grande influencia dos negros em nossa cultura, como na musica, na culinária, no modo de vestir e, ao vermos isso vemos que os negros não têm a mesma condição de vida que os brancos.
Ao falarmos em negros com preconceito racial voltado a eles, não podemos nos esquecer das mulheres, que como tem o preconceito voltado para os negros, tem também o preconceito voltado para as mulheres principalmente no mercado de trabalho.Vê-se que há muito tempo a mulher e vista pelo homem como uma pessoa frágil e inferior a ele.
O “machismo” ainda esta presente m nossa sociedade, ao vermos que a cada dia acontece coisa em nosso meio que podemos ver que as mulheres não são inferiores e nem frágeis, elas são atenciosas e cuidadosas, alguns exemplos são claros para percebemos, por exemplo, se acontecer um acidente e estiver envolvimento com alguma mulher, logo os homens falam: “Ah é uma mulher” e se, acontecer com algum homem, sempre ele acha uma saída para situação, e, ao analisarmos a situação das mulheres principalmente no transporte, vemos que de cada dez acidentes que acontece apenas um envolve mulher e os outros noves envolvem homens.Homens dirigem falando no celular, dirigem embriagados, enquanto a maioria das mulheres nem atendem o celular enquanto estão dirigindo.Outro exemplo que acontece periodicamente em nossos dias e o caso em que se um garoto “ficar” com muitas garotas, ele é um “pegador”, fica popular na cidade, enquanto se uma garota “fica” com muitos garotos, ela passa a ser considerada como “galinha” ou “prostituta”, alem de ser discriminada pelas pessoas, ate mesmo pela família.
Sabemos que a cada dia, com o aumento da globalização e da conscientização as mulheres vêm assumindo seu ligar na sociedade, antigamente as mulheres ficavam apenas em casa cuidando da casa e dos filhos, mas hoje as mulheres não querem engravidar muito novas, querem estudar, fazer um curso profissionalizante e conquistar seu lugar no mercado de trabalho, percebe-se que no governo, não existem muitas mulheres para representarem seus direitos, mas e hora das mulheres ficarem ainda mais unidas e elegerem uma representante feminina.
Os crimes que acontecem hoje são oitenta por cento deles, contra as mulheres, às vezes se elas tivessem sido ouvidas, muitos dos crimes que aconteceram, não teriam acontecido, como o caso do ex-goleiro do flamengo, talvez se a ex-garota de programa Eliza Samudio tivesse sido ouvida, em algumas denúncias que ela já havia feito antes de acontecer à tragédia, ela não teria sido morta.Também vemos que se a justiça tivesse ouvido a cabeleleira ela não teria sido morta pelo seu ex-marido Fabio Willian da Silva, de 30 anos, a tiros dentro do salão, em belo horizonte.E ao olharmos bem essas duas tragédias, segundo algumas reportagens que foram passadas na televisão, se as duas vitimas tivessem sido ouvidas como deveriam, não teria ocorrido essa tragédia que chamou atenção do mundo inteiro.
De modo geral, quando vamos a um casamento, enquanto o padre ou o pastor celebra o casamento ele coloca algumas colocações importantes na formação da mulher.Segundo eles e a bíblia a mulher foi retirada da costela do homem para ficar ao lado dele, assim podemos fazer as seguintes análises: Se a mulher fosse retirada das mãos do homem, ela seria presa ao homem, fazendo apenas o que o homem deixasse; se fosse retirada cabeça, assim ela mostraria superioridade em relação ao homem, querendo mandar e desmandar em tudo; se ela fosse retirada dos pés do homem, assim ela seria pisada pelo homem, o homem mostraria muita superioridade em relação à mulher, mas que podemos perceber que ela foi retirada das costelas do homem, para que ela mostra igualdade em relação ao homem, um ajudando o outro nos momentos de necessidades.E com isso, concluímos que a mulher não e melhor e nem pior que o homem, que assim como o homem exerce determinada atividade, ela também pode exercer, basta-a mostrar coragem, igualdade e esquecer esse preconceito que homem carregam em relação a elas por questão de fragilidade e inferioridade, porque somos todos iguais, nenhum melhor e nem pior que o outro e se as mulheres lutarem juntas poderão alcançar o lema da revolução francesa: "Liberdade, Igualdade e Fraternidade”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário